Polícia

Suspeito de matar servidor disse que a ordem da execução veio da Bahia

Na segunda-feira (4), a Polícia Civil do Amazonas prendeu João Gabriel da Silva Almeida, mais conhecido como “O GB”. O homem é membro de uma organização que roubava clinicas medicas em Manaus, além disso, GB é suspeito de estar envolvido na morte do advogado e servidor do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Erwin Rommel Godinho Rodrigues.

Em seu depoimento a polícia, GB disse, informalmente, que a motivação da morte teria vindo do estado da Bahia.

Segundo o delegado do 1° DIP (Distrito Integrado de Polícia), Cícero Túlio, as investigações começaram em outubro quando a quadrilha em que GB estava envolvido causaram um prejuízo de mais de R$ 30 mil a um estabelecimento de Manaus.

Durante as investigações, Cícero disse que a polícia cruzou informações com a investigação da DEHS (Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros).

“A gente estava investigando essa quadrilha que supostamente seria especializada em realizar diversos furtos em clínicas médicas de Manaus.Durante o curso das investigações acabamos cruzando com a investigação da DEHS. O veículo que teria sido utilizada na prática desse assaltos as clínicas também teria sido utilizado como apoio durante uma execução de um servidor do Tribunal de Contas”, disse o delegado.

Durante a prisão, João Gabriel acabou confessando que estava envolvido na morte do servidor e entregou a arma de fogo supostamente usada no dia do crime.

Ainda segundo o delegado, o suspeito falou que a motivação da execução seria uma dívida que estaria sendo cobrada por parte de Erwin Rommel em razão de honorários avocatórios no estado da Bahia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *