Mandetta diz que transferir pacientes de Manaus pode causar megaepidemia

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, cogita uma possível explosão de casos em todo o país, da nova variante do coronavírus surgida em Manaus. Segundo ele, a transferência feita de forma displicente de pacientes da capital do Amazonas para hospitais em outros estados pode estar disseminando o vírus e o resultado pode ser devastador: “O mundo inteiro está fechando os voos para o Brasil, e o país não só está aberto normalmente, como está retirando pacientes de Manaus e mandando para Goiás, Bahia, outros lugares, sem fazer os bloqueios de biossegurança. Provavelmente vamos plantar essa cepa em todos os territórios da federação, e daqui a 60 dias podemos ter uma megaepidemia”, disse em entrevista a TV Cultura.

Mandetta afirma que a imprudência pode resultar em uma catástrofe semelhante a de Manaus no sistema de saúde de outros estados e alerta para medidas imediatas.

Ele também criticou o atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e disse que sua conduta foi “burra”, diante da crise em Manaus:

“Vimos uma intervenção militar burra (no ministério) que culminou nessa burrice, no inquérito no STF, TCU, por conta de todos esses erros. Tomaram medidas não técnicas e pagarão um preço por isso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *