Justiça

Justiça decide soltar homem que esfaqueou colega de trabalho na Fametro

A decisão foi do juiz Lucas Couto Bezerra, da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus. O magistrado revogou, na segunda-feira (11), a prisão preventiva de Elias Eduardo Antunes, acusado de tentar matar a colega de trabalho no Centro Universitário Fametro, em Manaus.

O caso aconteceu em setembro de 2022. Elias e a funcionária tinham um envolvimento amoroso e durante uma conversa Elias acabou tendo um surto e esfaqueou a moça. Segundo a polícia, o homem ainda tentou se jogar da janela da faculdade no dia do crime.

A defesa de Elias, sustentou que o rapaz estava “pronto à ressocialização na sociedade”, além disso, foi apresentado laudos médicos e documentos de leituras e resenhas de livros lidos que, de acordo com a defesa, comprovam que Elias está pronto para deixar a prisão. O pedido foi aceito pelo juiz Lucas Couto.

Como medida, Elias irá usar tornozeleira eletrônica, está proibido de se aproximar da vítima ou de qualquer familiar dela, terá que comparecer mensalmente na Justiça para justificar atividades e não poderá sair de Manaus sem autorização, fora que o homem terá que cumprir recolhimento domiciliar noturno, de 20h até as 6h.

Na decisão, o magistrado também nomeou a irmã de Elias para representá-lo no processo. O rapaz foi considerado “inimputável” em razão de ter doença mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *