Justiça

Caso Supermercados Vitória: Justiça rejeita denúncia contra Jordana

A denúncia feita pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM) contra Jordana Azevedo Freire, dona do Supermercados Vitória, foi negada pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). Jordana é investigada por suposta participação na morte do sargento do exército Lucas Guimarães em setembro de 2021. Ao todo, seis pessoas foram denunciadas e se tornaram réus.

A assessoria do TJAM informou que a foi rejeitada por falta de “elementos de concatenação de indícios e de verossimilhança e relação de causalidade entre a conduta da denunciada e o homicídio, não atendendo assim, aos requisitos estampados no art. 395, III, do Código de Processo Penal”.

Apenas o marido de Jordana, Joabson Agostinho Gomes, que responde em liberdade pelo crime e outras cinco pessoas, são réus no processo que investiga a morte de Lucas Guimarães.

São eéus no processo: Joabson Agostinho Gomes, que teria descoberto que a vítima era amante da mulher; Romário Vinente Bentes, gerente do supermercado de Joabson e Jordana; Silas Ferreira da Silva, suspeito de matar o sargento a tiros; Kamylla Tavares da Silva, que teria ajudado Romário a entrar em contato com Silas; Kayandra Pereira de Castro, que encontra-se foragida e também teria ajudado no contato com Silas; Kayanne Castro Pinheiro, que encontra-se foragida e também teria ajudado no contato com Silas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *