MEIO AMBIENTE

Alerta estiagem: Idam promove medidas para minimizar os efeitos da seca em sistemas protegidos

Em alerta devido ao período de estiagem severa que afeta o Amazonas, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) orienta produtores rurais sobre medidas preventivas na agricultura que podem minimizar os efeitos climáticos em sistemas protegidos, como a utilização de luminette e plástico azul.

O engenheiro agrônomo do Idam, Antônio Joaquim Oliveira, explica que nos sistemas protegidos, normalmente, são cultivadas as hortaliças por serem variedades mais sensíveis a incidência solar, chuvas e a proliferação de fungos. Segundo o técnico, as estufas convencionais podem ser melhoradas para propiciar um microclima mais ameno e proteger o cultivo das altas temperaturas.

“O grande problema nos sistemas protegidos são as altas temperaturas. Quando esquenta muito, o aborto das floradas é muito grande entre tomates, pimentões e pimentas, por exemplo. Durante a estiagem, o aborto das plantas acontece por duas razões, uma é pela falta de água e outra é pelo excesso de calor, e neste caso é o calor que afeta o sistema”, explicou o engenheiro.

Em Iranduba (a 27 quilômetros da capital), a propriedade rural do agricultor Edson Silveira inova o cultivo de hortaliças na região. As tecnologias testadas e implementadas por ele na plantação têm o objeto de proteger seu cultivo de pimentões e folhosas, que costumam queimar devido ao sol forte do verão amazônico. Atualmente, o produtor utiliza luminette e plástico azul no lugar do plástico comum na estufa para amenizar a incidência solar e a alta temperatura na plantação.

“O plástico azul é um redutor de temperatura e protege dos raios UV. Além disso, tanto o plástico azul quanto o luminette diminuem a temperatura até cinco graus na estufa, o que ameniza também a incidência das pragas que proliferam nessa época do ano. É um investimento maior, mas prefiro investir um pouco mais para poder ter colheita durante o verão”, ressaltou.

Outra mudança implementada na propriedade ainda está em fase de transição. O cultivo de alfaces realizado por meio da técnica de hidroponia – no qual as plantas crescem numa solução de água e nutrientes, sem uso de solo – está sendo substituído por hidroponia com telhas e areia.

Nessa técnica, o cultivo é realizado em telhas com areia, que é irrigada e se mantém úmida, fornecendo água para a planta até a próxima irrigação. Além dos benefícios para o cultivo, a técnica proporciona economia de água no sistema de irrigação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *